terça-feira, 26 de abril de 2016

DE VOLTA

Depois de um rigoroso inverno hibernando, a Loba Má e seu bando estão de volta!




Agora no face, 

Confira AQUI

domingo, 8 de março de 2015

DESPERTAR



Acordei neste dia, 8 de março, com uma espécie de raiva e pena dos gritos que tenho ouvido das lobas e lobos de sã consciência nesse mundo de hoje, ainda tão medieval. Ora, achei que os malvados éramos nós, mas na verdade é esse povo careta, cada vez mais careta que faz questão de colocar todo mundo na cruz, que joga muitas pedras e sempre tem a palavra da "verdade". Gente hipócrita!

E para ver que a guerra é milenar, basta ler sobre a imagem acima, descrita como Lilith, que diferente de Eva, foi feita do mesmo pó que Adão e por isso mesmo exigia igualdade, e o que aconteceu com ela? Ah claro, ela é um demônio.

Tal conto do vigário, deu o empoderamento aos homens e até hoje mulheres sofrem suas consequências.

Enfim, a ignorância do mundo ainda se reflete por aí e nos pesa os ombros.

Ainda bem que aqui nesse Clã, somos Lobas e Lobos, ou seja, um bando de iguais.

Bem vindos de volta vocês também.

Vamos seguir pensando juntos.

Imagem e texto sobre Lilith em:
http://fernandopasserini.blogspot.com.br/2012/09/lilith-um-demonio-feminino.html

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Loba tem fome e come

Loba tem sede e bebe

Se um não mata fome, nem a sede

Loba procura outras fontes

Se delicia em outras feiras

Enche o bucho

Loba não passa fome

...muito menos sede

domingo, 12 de setembro de 2010

UMA FRASE...

"Só um homem visionário
é capaz de compreender uma mulher visionária
Só os lobos são capazes de compreender as lobas...
Ô espécie rara, as mulheres e as lobas sofrem!"
- LOBA MÁ -

terça-feira, 24 de agosto de 2010

LOBA MÁ EM: NÃO SEI MAIS O QUE PENSAR!


É de longa data que as mulheres são perseguidas pelo fato de serem mulheres e terem cérebro também.
Hoje estive lendo a história dessa incrível personagem mitológica: Lilith (confira no link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Lilith) perseguida há milhares de séculos. Parece que a humanidade precisa de muito tempo para mudar um conceito, uma idéia, um ponto de vista...etc.. Evolui, mas muito lentamente se formos pensar....
E confesso que essa Loba aqui anda bem cansada e desanimada. Esses dias tava vendo televisão, (o que não tenho hábito), uma tragédia atrás da outra. Depois resolvi ir para internet em tudo aparecia aquele a história de um ator de tv que agrediu a mulher... inclusive, vírus chegam no e-mail dizendo:"Camara do condominio filma Dado Dolabella espancando sua esposa... hehehe. Para os Homens Aprenderem como que se faz"
É realmente nojento!
Do jeito que as coisas andam sinceramente, tô torcendo que 2012 chegue logo e acabe logo com essa humanidade toda... Quem sabe assim, essa loba aqui possa estar finalmente livre e ou em algum lugar mais evoluído sendo simplesmente quem ela é.... uma revolucionária!
Enfim, por enquanto...
Salve, salve Lilith! e salvem as Liliths por ai!

Loba Má!
(hoje, bem braba e indignada!)


domingo, 6 de junho de 2010

participação do leitor: LOBA LIBERTINA


EM UMA NOITE QUENTE DE OUTONO....

Em uma noite quente de outono, perto de entrar no cio, costumo me sentir extremamente carente. Algo inusitado para esta loba que vos fala.
“Não quero passar esta noite sem uma deliciosa presa”, penso.
Mando uma mensagem, e em poucas horas ele chega. Com um sorriso imenso no rosto, não espero muito para atacá-lo. Assim que ele entra em minha casa, dou o bote.
Já em minha cama, depois de saciar o meu desejo, conversamos durante horas. Vamos madrugada a dentro – detalhe, era uma noite de terça-feira. A realidade é cruel, mas ambos precisávamos acordar cedo no dia seguinte.
Como o meu desejo era poder degustar de cada centímetro desta deliciosa presa - que além de enlouquecer qualquer loba PHD, tem uma inteligência fascinante; algo que para mim é incrivelmente excitante – combinamos que nenhum dos dois iria trabalhar no dia seguinte. Dito e feito.
Passei com ele uma quarta-feira digna de saciar qualquer fome ou desejo que eu ainda pudesse ter depois daquela noite. Com ele em meu ninho, pude explorar todo o seu corpo e alma exatamente como eu queria. Pude me embebedar de paixão e gozo como há muito tempo não acontecia.
Desconfio que ele também é um lobo, assim como eu, o que torna tudo ainda mais excitante. Um encontro de “gente grande” sempre é bem-vindo.

Loba Libertina
(via e-mail)

quinta-feira, 25 de março de 2010

LOBA MASOQUISTA EM: O DIA EM QUE A LOBA QUIS COMER O BAMBI


Cansada de sempre repetir o mesmo cardápio a Loba Masoquista saiu à caça de sabores diferentes...mas não imaginava que seria algo tão inusitado.
Surgiu uma presa nova praticamente se oferecendo a ser comido e a Loba aqui pensou, Ok! porque não?
Depois de algumas conversas tediosas a presa parecia ter caído nos encantos da Loba e marcou um encontro, um cineminha, filme romântico.
A Loba curtiu a idéia, era uma segunda-feira, cinema praticamente vazio, com sorte poderia começar a petiscar a refeição por lá mesmo.
Ao encontrar o alvo da caça que chamaremos de BAMBI, a Loba já achou meio esquisito de cara o jeito do moço que chegou todo saltitante e com um caminhar um tanto rebolativo demais dizendo:

- Oi Moreeee! Ai to atrasado? Vamos comer muita pipocaaaa!

A Loba meio apavorada pensou, tudo bem, respira fundo...pode ser meio “afetado” mas tem cara de ser gostoso então não pode ser viado.
Ao entrarem na sala do cinema, a Loba notou que estavam sozinhos para assistir o filme e se sentiu mais confiante de que o ataque daria certo.
Ao apagarem as luzes a Loba escuta o Bambi gritar em uma crise de chilique com a voz fininha:

-Uiiii! Ta escurinhooo! Vou te agarrar! Vou te agarrar! hihihi

A Loba começou a se apavorar e pensar no tamanho da enrascada que tinha se metido, afinal, se ele for mesmo boiola não vou ter o que ele gosta, certo?
Depois de uns 20 minutos de filme, a Loba olha para o lado e o Bambi estava....DORMINDO!!! Sim, os dois sozinhos em uma sala de cinema, a Loba com 1000 fetiches a respeito e o Bambi roncando ao seu lado.
A Loba então começa rosnar de raiva e joga o balde de pipocas em cima do Bambi que acorda assustado e diz:

- Aiii! Acho que peguei no soninho! Você ficou brava comigo?
A Loba responde:
-Claro que não, adoro que a presa durma no primeiro encontro!
E o Bambi com toda sua masculinidade responde:
-não fica brava não moreeee! Posso te dar um beijo posso?
E fazendo um biquinho esquisito vem pra cima da Loba, que sabendo que dali não sairia nada que preste respondeu:
-Claro que não!!
E foi embora sozinha, frustrada e ainda morrendo de fome.
Tentar comer outro Bambi purpurinado nunca mais!!

VÍDEO COM LEGENDAS: http://www.youtube.com/watch?v=_1WIxp0AY8I

LOBA MÁ EM: A CARTA


Li na coluna "Nossa Antena" da Revista Época "Os pegadores e as vagabundas" de Ruth de Aquino. Achei tão importante uma revista como essa trazer tal tema. Resolvi escrever para autora. A seguir segue a carta. Mas antes leiam o texto dela em:

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI127931-15230,00-OS+PEGADORES+E+AS+VAGABUNDAS.html



Cara Ruth de Aquino

Primeiramente gostaria de agradecer a sua exposição na Revista Época, número 618, na coluna “Nossa Antena” com o texto “Os pegadores e as vagabundas”. As mulheres e os homens “finos” agradecem.
Com certeza esse é um tema que deveria realmente ser mais abordado.
O que vejo nesses meus quase 30 anos é a maioria dos homens enfrentado uma crise de identidade. As mulheres estão vivendo a própria sexualidade, estão virando chefes, estão cuidando mais de si, são mais independentes e pouco tão ligando para o que pensam os homens que não as convém... Ou seja ela pode “pegar” quem ela quiser, mas só vai dar atenção aos mais “moralmente” avançados, interessantes, inteligentes e claro que também as satisfaçam sexualmente. É possível que a “lista” destas, seja maior que a de muitos homens... simplesmente porque essa mulher já se “desapegou” das “regras” ultrapassadas de uma sociedade que não a inclui com um ser sexual e sim um objeto de desejo, consumo.
Sendo assim, as mulheres que possuem uma vida mais independente, são mais exigentes quanto a um relacionamento sério. Ela transa na 1ª noite se tiver vontade e dispensa na mesma se não gostar ou simplesmente se não quiser dar continuidade. Ela liga se quiser, atende se quiser e encontra novamente se sentir vontade. Ela já não ta ligando para o que ele pensa quanto a isso, mas no que ela tem pra fazer no dia seguinte, no trabalho, na amiga que ta em deprê, no pai, irmão, família, cachorro... mas com certeza essa mulher não se preocupa se o cara que ela transou na última noite tá achando que ela é “vagabunda”, até porque se esse cara pensar dessa forma de qualquer mulher, com certeza ele só será mais uma transa na vida dela.
Acredito que as questões de gênero precisam avançar, ir além da termologia. Essa mulher que coloco, encara uma sociedade machista (que inclui homens e mulheres), prova viva é BBB deste ano com a presença do polêmico Dourado. Se ele está lá ainda, é porque grande parte do Brasil pensa como ele, ou vê nele a representação forte de um “macho” de verdade, etc... Ou seja as pessoas não querem encarar as mudanças que estão ocorrendo. Ficam buscando velhas identidades, quando deveriam estar procurando uma nova.
Outra questão é da publicidade da cerveja Devassa, até agora sinceramente, não sei se concordo com a censura realizada. Significa o que mesmo? Proteger a imagem feminina? A figura não mostra mais os seios de uma mulher, está protegida por uma blusa pequena. Isso reflete o que além de uma jogada de marketing? Uma mulher não pode ser Devassa? Uma mulher não pode ter desejo? Uma mulher não pode se mostrar? Os seios são feios? Ou a publicidade escancarou o que há muito já se faz “mulher objeto de consumo”. Incrível! mas uma mulher paquerando na janela é tão censurado quanto as de biquíni levando cerveja aos homens... A censura, neste caso, me parece mais uma repressão ao desejo feminino... Voltando ao BBB a tal Fernanda que para o público antes parecia adorada agora é falsa e vagabunda por ter se “soltado” após descobrir que estava solteira...
Parece de fato que ninguém entende as mulheres.... nem elas mesmas. Infelizmente, devemos encarar a realidade, se o machismo existe é porque há mulheres que também o propagam e o defendem.
Acho que o povo precisa de uma terapia coletiva!!!

Ah você já transou com um cara, o rejeitou e depois ainda por coincidência do destino ou não veio a se tornar chefe dele? Aí minha filha, você pode ter transado só com ele na vida que certamente será uma vagabunda².

Fica a pauta....

LOBA MÁ,
Assinante da revista Época
P.S: Fico no anonimato com o meu “bando” do “mau”, enquanto “a sociedade” não avança.
http://blogdalobama.blogspot.com/


__________________________________

Após escrever a carta... Li na coluna online, este comentário:

“Machista tem medo de mulher. No fundo o machista morre de medo de uma mulher decidida e com personalidade. Ele quer uma que não opine e não ofusce seu brilho já tão fraco. É um ser patético. Eu prefiro uma mulher com sangue na veia e uma boa cabeça... o passado dela pouco importa... quero saber do futuro comigo.”
Jose Guilherme DF / Brasília 24/03/2010 21:42


Esse merece um troféu não?

_______________

Ah, esqueci de comentar... não leio revistas femininas há muito e muito tempo... Elas mudaram ou continuam dando receitas de conquistas? Sempre achei aquilo tudo o fim!

terça-feira, 23 de março de 2010

LOBA MÁ: EM RECESSO..


“Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão” – Vou Festejar – João Bosco?

A música mais tocada neste carnaval, do qual cantei, pulei, rungi, uivei todas as vezes que escutei.. Ela resume o ano que passou e passou, e para a sorte de muitos... Fez nascer esta Loba que vos fala.
O carnaval foi expurgante, de tanto delírio. Havia lobos e lobas por todos os cantos, ou gente que em determinado período permite que seu lado lobo venha a tona. Nunca a oferta foi tanta. A fome foi bem saciada, a alma curada pela canção tocada e toda dor expulsa de mim.
Março chegou com calma...

P.S: Eu deveria ter feito um texto por dia durante os dias carnavalescos... mas.. não deu tempo...hehehe... Muitas histórias de fevereiro para contar... quem sabe no ano que vêm... rs





LOBA FERIDA EM: À MEIA LUZ...



Estamos eu (Loba Ferida) e Loba Má, reunidas para sair numa noite bela de lua cheia, quando numa janela há alguns metros, nos observando um vizinho, em meia luz, com uma garrafa de espumante De repente estoura, e muito simpático oferece-nos uma taça, erguendo-a.
Dou um sorriso, sem jeito e comento com a Loba Má, que me atiça a corresponder a aquele moço.
Fico imaginando no que os homens são capazes de fazer por uma ou duas mulheres, numa noite de verão aos 31º graus... Ao mesmo tempo tento entender o porquê de um moço simpático ate bonito, faz sozinho em casa, será que é um frustrado, “viado” ou mal amado, ou só quer curtir com a cara de duas belas feras lobas?
Ele ta ferrado, encrencado, arranhado, conosco, não damos muita chance... Nos que curtimos com a cara dele, podemos corresponder, humilhar, atender ou mesmo desprezar , podemos escolher... esta é a vantagem de ser uma loba.

- O moço se esforça, mas continuo escrevendo tudo isso, e ele agora, bem sei que esta naquela janela apesar de estar tudo escuro sem saber se realmente ele esta lá, mas sei que esta...sei que gosta deste jogo de esconde-esconde, consigo escutar alguns sussurros dele para me chamar atenção, mas olho e não vejo nada... finjo que vejo, uma loba não entrega fácil.
As tentativas dele são fatais e engraçadas, pois ele não é sexy, é cômico para chamar atenção, mas finjo que não dou bola... Ele continua entornando aquela taça e eu cheia de vontade por um gole, de garganta vazia... Loba Má não esta por perto, ela se enfeita para noite q nos espera !!
O Moço apaga as luzes novamente, isso e um tanto egoísta , pois sabe-se que quem esta na claridade é alvo e no escuro protegido, então concluo que ele teme algo e nos somos.....

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

LOBO SOLITÁRIO EM: VIVER NAS SOMBRAS...


Me sinto bem na sombra...
Tenho andado bastante nesses últimos dias, tenho sentido que a minha opção de ser solitário foi certa. Foi prudente.
Eu estava numa cidade nova e isso é de fuder de gostoso. Tudo é novidade. Inclusive eu. Passando por uma rua onde mulheres se vendiam vi uma incrivelmente lânguida e branca e com marcas no rosto que me excitavam. Sinto uma pena dela que me move pra perto. Vontade de cuidar. Passou, e rápido. Perguntei qual o seu nome e ela disse Maria. Soltei uma gargalhada alta e cruel. Segurei no braço dela a puxei pra perto sussurrei no seu ouvido:
Então vem ser a minha mulher hoje, Maria sem graça.
Ela me levou na direção de um motel, mas eu disse que queria trepar com ela na rua. Mudamos de direção e mais alguns minutos... estávamos num terreno baldio. Virei ela de costas e empurrei seu rosto contra a árvore, rasguei a calcinha dela e penetrei com força. Mudei de velocidade e fiquei um tempo metendo devagar até o fundo. Sentindo ela se molhar cada vez mais. Ela gemia baixo e mordia os lábios. Estava gostando. Gozei rápido pra festinha dela acabar. Coloquei pra dentro da cueca fechei o zíper e acendi um cigarro, virado de costas pra ela. Foi quando eu senti um abraço forte e uma pressão na garganta. Era uma navalha que quase cortava a minha pele.
Quero a sua carteira. Ela disse.
Entreguei na hora. A Maria sem graça saiu correndo e eu fiquei sentado na sombra da árvore que era iluminada pelo painel de luz vermelha do bar. Ainda vivia na sombra do que perdi. E sempre uma sombra vermelha de dor e paixão. Mesmo q fosse só o reflexo da luz do bar.
Vou andar...

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

LOBA MÁ EM: TERAPIA - PARTE 2 e última


Esqueci de comentar, meu terapeuta é homem. Estava então falando sobre a sombra do ex, como me atormentou, como tento me livrar dele.. foi então que percebi a "cura" que estava tentando fazer....ou seja que eu me colocasse no lugar do ex, tentando compreendê-lo e até perdoá-lo....
Olhei aquele homem defendendo a porra do ex que tanto me fez sofrer....
observei, observei...
foi então que me dei conta como os homens tem uma incrível capacidade de se defenderem sem ao mesmo se conhecerem...
raça bandida - pensei.
Peguei a minha bolsa, que coincidentemente ou não... estava uma pistola. Dei 12 tiros naquele desgraçado.
Quando terminou a consulta, eu estava bem melhor.
Saí para comprar mais balas, afinal... a gente nunca sabe do perigo que se pode encontrar nos lugares mais inusitados.


LOBA MÁ EM: TERAPIA


Depois de muito tempo volto aquele consultório. Conto todo o drama que me aflinge desde minha ausência. Então sou questionada:
- e o que você fez para resolver?
Pensei, pensei, pensei... e então saiu de mim....
- Inventei a Loba Má!


segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

LOBA FERIDA EM: TÔ FERIDA


(LOBA FERIDA ESTRÉIA....)

Não sei o que pensar , quero gritar...
Não sei o que pensar...
Cadê ele?

Para de me ligar !
Não quero ouvir sua voz, pois isso me provoca, me machuca, me excita, me faz pensar em você...
Não quero escutar tua voz, quero sentir teu corpo evocando o meu...

Quero teu toque como só você sabe
Faz-me louca como sempre me fez...
Imaginação, loucuras como sempre fez...
Cade vc?

Nem quero saber. Quero conseguir “virar a pagina, não pensar em ti”.
Mas como? Se qual quer um vira comparação...
“se não regar a flor ela morre” – “o que não é visto não é lembrado”

Pois é ,tudo eu disse, foi ao vento agora,
Você me liga, mais agora, do que me ligava quando estávamos juntos,
Será que é tarde agora....
Meu coração bate....

Não quero que me ligue !!!
Tenho compromissos, mas não são com os outros, é comigo mesmo, quero me amar como nunca me amei, e nem você me valorizou
Dou tua chance agora, você quer ?
Ate quando posso esperar?
Devo esperar?

Preste atenção, a fila vai andar !!
Amo-te, mas me amo mais que você.
Quero viver, ter minha vida...
E você? Decidiu-se?

O que é o amor neste caso?



"Mas saí ferido
Sufocando meu gemido
Fui o alvo perfeito
Muitas vezes
No peito atingido...

Animal arisco
Domesticado esquece o risco
Me deixei enganar
E até me levar por você..."

- Roberto Carlos -

LOBA MÁ EM: FELIZ NATAL! (ATRASADO)


Hoje estava pensando.... essa blog não existiria se não houvesse dor e não houvessem ressacas. Neste momento, estou acordando de uma. Ontem a noite nos reunimos, o clã. Debatemos sobre as questões relacionadas no blog, ou seja, as relações entre homens e mulheres, o vazio, as ilusões, as formas que escolhemos para viver, os sentimentos, frustrações, etc.
Dizem que chorei, ainda por causa do ex. Fique pensando quanto ainda vou levar para tirar essa dor de mim. Eu não lembro de ter chorado, até achava que estava superando bem... mas então após alguns vinhos, lá estava ele de novo, a sombra do ex, atropelando a minha vida.
A solidão parece maior quando vem após a ausência de alguém que muito amou-se. E a vontade de suprir essa carência, é devastadora. Alguns roxos no corpo, muitos na alma.
Essa coisa de mulher moderna, não é fácil não. Optar por si mesma, pela profissão, pelo que se quer ao invés de um homem, de um amor... mexe, machuca, etc...Mas eu não seria feliz, sendo a mulher dele, sabendo que eu não estaria indo atrás dos meus sonhos. Eu optei por mim, ele ficou para trás, não veio, abandonei-o. Culpo-me por isso? Não sei, inconscientemente quem sabe.... a questão é que ainda dói e dói muito.
Às vezes ser loba cansa.
O rapaz está viajando, o ex, namorando, o menino descobrindo o mundo, o menino bonito se estragando em algum canto, ele também sofre da ausência de quem já amou, o lobo rebelde foi se rebelar em outros cantos.
A loba má bebe vinho tinto suave, fuma apenas cigarros. Conversa com amigos, nascem mais dois lobos: o lobo solitário e a loba ferida (em breve estréia).
Ah, esqueci de dizer: Feliz natal!
Enquanto o amor não vem, sigo meus instintos de Loba.
E que venha 2010!




"Eu me entendo escrevendo
E vejo tudo sem vaidade
Só tem eu e esse branco
Ele me mostra o que eu não sei
E me faz ver o que não tem palavras
Por mais que eu tente são só palavras
Por mais que eu me mate são só palavras"
- Mariana Aydar -

domingo, 3 de janeiro de 2010

LOBO SOLITÁRIO EM: NA CAÇA!


LOBO SOLITÁRIO EM ESTRÉIA....

Quando ela saiu pela porta do meu apartamento me deu uma olhada de despedida e um sorriso de meia boca. Senti meu chão ruir e fiquei com uma dor no peito sufocante. Porque não matei dentro de mim essa vadia? Minha vontade era de correr sem parar.
Tô cansado. Cansado do vazio, cansado de fazer um papel que não é meu, cansado de me relacionar com mulheres-atrizes-profissionais-da-relação- cabeças-pós. Não quero mais.
O amor foi uma invenção cara demais e com um plano de marketing muito forte. Esse vazio no peito não é provocado pela falta de uma companheira para formar a minha alcatéia. E nem quero ter uma. Sou solitário. Assim não divido nada com ninguém e degusto mais. Mas sim pela falta de opção de vida. E olha que nós lobos nunca estivemos nessa situação antes. Então pra deixar esse sentimento guardado bem fundo o negócio é caçar.
Eu estou sentado num banco do meu bar predileto tomando uma cerveja e fumando um marlboro vermelho. Pensando quem ia me dar gostoso naquela noite. Se eu teria a sorte de encontrar um sexo ardente e sem compromisso. Eu estou muito inspirado hoje. Cinco cervejas e 9 cigarros. Peço uma dose de Bourbon e viro de uma vez, mais um cigarro.
Viro-me de frente pra algumas pessoas e apoio meus cotovelos no balcão. Percebo que o ambiente tá bacana e eu já to no clima. Senti-me tonto e baixei a cabeça pra pegar um ar foi quando vi um scarpan vermelho. Fui subindo o olhar e me degustando com a visão... Batatas da perna bem torneadas, coxas grossas, seios do tamanho certo que cabem na boca... Hum... e que boca linda...Carnuda...Mãos pequenas e unhas pintadas de branco. Pescoço no tamanho certo meio longo porque o cabelo estava preso num coque. Nariz grande do tipo espanhola, olhos negros e cabelos negros... Uma ninfa!
Franzi a testa como quem esta odiando o que esta vendo, olhei fundo nos olhos dela e disse.
- Sai da minha frente q vc esta atrapalhando a minha visão.
Ela me olhou meio atônita sem entender o porquê de tanta raiva. Saiu da minha frente. Sentou do meu lado com cuidado pra não encostar em mim.... Como eu queria... Quando se sentou, olhei firme pro perfil dela que me evitava meio constrangida. Aproximei meu nariz no pescoço dela e senti seu perfume... Não fiz questão de esconder o gesto.
Quando ela virou meio puta sem saber o que eu estava fazendo e tentou falar alguma coisa peguei na nuca dela e dei um beijo daqueles, o que não foi negado.
Acho que ficamos uma meia hora nos beijando. Paguei a minha conta e a dela e levantei puxando seu braço e apertando seu pulso. Quando estávamos do lado de fora do bar ela perguntou meu nome. Olhei nos seus olhos aflitos e disse que não importava. Disse que era pra ela entrar no meu carro e dirigir.
Mas o carro não saiu do estacionamento. Começamos a transar ali dentro sem parar... por mais de uma hora. Sem camisinha... não gosto de camisinhas, não ligo pra morte também. As coisas são como são, acontecem como tem de acontecer.
Gozei num jato forte no fundo do ventre dela e senti sua vagina se molhar num gozo conjunto. Empurrei-a pro banco do motorista peguei meu cigarro na calça e acendi. Olhei com raiva pra ela. Quem era essa desconhecida que numa transa fugaz goza junto comigo?
Foda-se! Afinal lobos são predadores e nomes são detalhes que não acrescentam gosto na carne.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

LOBA MÁ EM: APELO


HOMENS,
NÃO USEM PÓ E NEM "BOMBA"!
Campanha da Loba Má lançada hoje

Quer coisa mais frustrante que conhecer um cara, rolar a maior atração e chegar no quarto e o cara confessar que cheirou aquela noite...
Não dá!!!! é um balde de água fria, literalmente!
Aí ele diz “mas tenta vai, só mais um pouco, ta quase!” – Puta que pariu!!!
Aí o dito cujo fica naquele “molha não molha, levanta ou não levanta”. E a Loba lá.. esperando, se esforçando pra ser ao menos um pouco feliz naquela noite.. ter uma resposta positiva.
Pronto, o cara consegui colocar.. mas parece “maria mole”, uma gelatina que hora quer congelar.. outra ser gelatina. Haja inspiração, heim?
O cara, uma delícia, um corpo divino... Ah... o recado vale também para aqueles que tomam “bomba” heim: NÃO BASTA SER GOSTOSO, TEM QUE TÁ DURO!!!!, PORRA!
Não sei como existem mulheres que ainda namoram essas criaturas, devem ser muito frustradas ou então ter outros.. amantes pra compensar... ainda se fosse um problema neurológico.. sei lá... mas não, é só uma escolha, a porcaria do pó branco que ele colocou naquele nariz.
Enfim, lindo, maravilhoso.. eu tentei.. agora me deixa dormir.. e não me toca... Eu tava cheia de expectativas.... Não quero nem olhar essa tua cara de fracassado!
Preciso descansar, porque amanhã quero comer algo saudável de verdade!
Na cama, é literalmente uma guerra: sexo X pó! Demais pra Loba Má, muito desgaste físico e emocional, por quase nada! 0 a 0.

Bom por essa e outras... resolvi criar a campanha:

Pra esse momento:





"Era uma vez um lobo mau
que resolveu jantar alguem...
(...) arriscou
e logo se estrepou..."


- Lobo Bobo -
Carlos Lyra / Ronaldo Bôscoli

sábado, 5 de dezembro de 2009

LOBA MÁ EM: "ME COME!"


Lá estava ele o “menino bonito”, lindo como sempre.. dessa vez.. um tanto mais “doido”, ou seria eu mais sóbria? Viu-me e deu um caloroso abraço, um beijo no rosto. Não parava, circulava por todas as turmas, dançava e sorria...
“menino bonito, menino bonito aiii”
Talvez tivesse animado demais, a mim me parecia um tanto indiferente... Não gostei, não gosto.. ele deveria estar me cercando... mas não... aparecia quando queria e saia da mesma forma.
Não havia ninguém mais bonito que ele na festa, naquele camarote... só de olhar era um alivio, colírio literalmente... mas indiferença me cansa.
Vou despedir-me, ele surpreende-se e diz:
- não, você não vai..
- ah.. mas eu vou sim” – respondi.
- então vou com você.
Não desgrudou nem mais um instante.
Partimos entre amigos, mais algumas bebidas, altos papos e...
Lá estava ele novamente me enlouquecendo com dedos, boca, corpo. Comi-o diversas vezes. Ele delirava... eu? Degustava, saciava a fome naquele corpo delicioso.
Ele gemia, dizia:
- vai “dá” gostoso...
- eu não dou, eu como! – respondo
- aii, me come vai, me come, me come vai!!!
Gozei diversas vezes, ele também.
Mas não sei... voltei para casa, com a sensação de “barriga vazia”. Acho que talvez porque demorou muito para chegar “aos finalmente”. Ando sem muita paciência ultimamente.
“É ou não é, quer ou não quer?” ...Jogos? só com Lobos, garoto!
E a beleza ficou pequena, apesar do menino continuar sendo o mesmo, bonito...
Vazio... (isso não é bom)
Tô passando...
O menino bonito vai pra leilão, quer?

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

LOBA MÁ EM: " Lá vem chegando o verão..."?


O Lobo Rebelde não voltou, não deu sinal de vida...
Acho que os homens não tem mais paciência para mulheres que travam na “hora H”, ainda mais sendo Lobas.
Mas enfim, Loba é assim mesmo faz o que quer e não o que querem que ela faça. Naquele dia achou melhor não comer, estava se prevenindo de algo que poderia incomodá-la no futuro...possivelmente ligações afetivas...
Loba Má tem medo de amor...
Mas enfim, a vida segue...
No dia seguinte, um rapaz que há tempos não via ressurge, marcam um encontro a princípio amigável.. boas risadas, conversas e cama.
O rapaz parece apaixonado.. a Loba apenas satisfeita... Já eram 10h da manhã quando se despedem...
Ao meio-dia quem toca a campainha da toca da loba?
O vizinho, mais bronzeado que nunca. Ela apenas enrolada num lençol... Bom... não.. precisa nem contar mais o que aconteceu né?
Satisfação dupla literalmente... No final ainda suspirou “ô vizinho de pau bem bom esse... que bom acordar assim...”
Quanto ao Lobo Rebelde... falaram pela Internet outro dia... mas a Loba tem medo dele... Afinal.. homens são homens... Lobo é outra coisa... só os Lobos conseguem tocar no coração de uma Loba....E ele é um lobo com certeza... Melhor manter distância... pois paixão pra loba é sinônimo de sofrimento por enquanto...
Ah o rapaz ligou no mesmo dia e no seguinte e seguinte... A Loba até gostou dele... mas ainda não sabe o que quer... Quando sentir fome quem sabe atende.
Mas como canta Alceu Valença...“Lá vem chegando o verão...” tempo bom de degustação...

- Acho que pra mim o verão começa na primavera - riu só de si mesma.

sábado, 21 de novembro de 2009

LOBA MÁ EM: JOGOS DE LOBOS


Os olhares voltam meia se cruzavam naquela festa de amigos. Ele não poderia ser caça, presa.. estava no círculo de amigos da Loba. Mas a situação era tentadora e a Loba não resistia em alimentar aquela troca.
Ai essa lua que me rege... – gritou internamente para si mesma.
Logo, logo deu um jeito de estar só com o rapaz.. num outro lugar, numa outra festa... Tentou imaginar que ele poderia ser só mais uma presa... mas não tinha como.. volta meia vinham os pensamentos... Loba não caça em casa... e ele fazendo parte de um certo “clã”, estava vetado qualquer atuação que partisse da Loba...mas talvez não dele... um lobo rebelde.
Será que vamos quebrar esse código, estatutos, regras? – questionou a si mesma..
Lindo e extremamente intenso em tudo na vida... não era só um corpo bonito... era também isso e muito mais...
Ela ainda não percebia o perigo...Ele não é do tipo de papo fiado, ele é um tanto intelectualizado, desafiador, intenso, extremo... muito parecido com a Loba.
Uma música boa rolando, uma boa conversa e aquele Lobo vem com tudo...
Nem a Loba Má acreditou...mas ela disse NÃO.
Um clima estranho ficou...mais música..mais papos.. A loba tava tentando aceitar a idéia de que seria um bom amigo..só não podia muito olhar nos olhos dele para não desviar esse pensamento.
Ele tava quase desistindo..jogou dizendo que logo precisava ir embora para sua casa.
Como assim? Eu já disse que ele poderia dormir lá em casa no sofá se quisesse.. agora vem com essa – pensou a loba.
Jogou bem o rapaz, ou melhor o lobo.
Provocou a loba que tem pavor de um “não”.
Não demorou muito para estarem aos beijos no meio da rua...
O problema foi o beijo...
- puta que pariu, mto bom! – pensou a loba..
Ali ela sentiu o perigo...
Bateu uma química, um algo... Ela levou ele pra casa pra satisfazer seu ego de loba...mas travou na hora de comer.
Pele, química, afinidade... ou a Loba enfarta ou se apaixona...
Desistiu...mas deixou a porta aberta...
Talvez ele volte pela noite...
Até lá a loba pensa...

BEM VINDO SOL!


Não sei se é verão chegando.. ou uma fase minha... mas os homens bronzeados estão me dando água na boca...e claro, matando a minha sede. Nesse momento não consigo imaginar nada mais lindo que um corpo bem másculo, dourado e nu ao meu lado... com o braço sobre mim. Essa vida de Loba anda muito boa ultimamente...
Esse verão realmente está me tirando do sério!!!

LOBA MÁ EM: ACORDANDO BEM!


Geralmente quando as pessoas bebem muito...
fazem certas coisas que não gostariam de recordar....
Mas dessa vez a vida foi extremamente generosa com a Loba Má.
Ela simplesmente não queria mais apagar a imagem daquele ser que acordou do lado dela.
No espelho do teto...
mais uma marca do verão.. seria surfista?
Ou simplesmente alguém que gosta de praia?
Que diferença faz – pensou...
Olha esse isso, meu Deus...
essa bundinha branca redondinha,
essas pernas grossas, esse tórax.. esse bronze...
e essa boca... esses olhos... rosto... aiii
Isso é sonho ou pesadelo?
... Não me acordem!

Pra ele, essa:








"Menino bonito
Menino bonito, ai!
Ai menino bonito
Menino bonito, ai!..."


segunda-feira, 16 de novembro de 2009

LOBA MÁ EM: TPM


Sabe aqueles dias antes de uma mulher ficar menstruada? O que alguns chamam de TPM – Tensão Pré-Menstrual. Pois nós Lobas, chamamos de TPM – Tesão Puta Merda, ou seja inevitavelmente a Loba está subindo as paredes. Qualquer homem que lhe cruze, ela olha de cima a baixo, se gostou fixa o olhar e... bom.. ataca.. pelo menos a noite.
Lá vinha o garoto sem camisa voltando da praia, um tórax definido, braços fortes, boca carnuda, cabelos pretos... era dia...E de dia loba não ataca...mas a vontade era simplesmente de montar naquele corpo, cair de quatro.
O rapaz passou e ela seguia seu trajeto...até reparou no garotinho da banca “hum ele é tá fortinho”. De repente lembrou do outro da outra banca.. E logo vinha mais um grupo de garotos sem camisas vindo da praia. Hum.. a Loba delirou...
A TPM de Loba é muito estressante, ela não poderia escolher entre tanta oferta. Juntou todos num só pensamento, numa só cama pra uma noite em que estivesse só...gozar lembrando... afinal era dia e precisava seguir o seu trajeto, objetivo... “Fantasias depois” disse para si mesma, tentando manter a linha reta...agora olhando para o chão.
Chegando onde queria..logo reparou... lá estava um moço alto, vestindo preto, blusa justa definindo os fortes ombros e braços... As costas largas, as coxas grossas, cinturinha, mãos fortes... segurando os seus cabelos e perguntando:
- o que vai querer querida?
Depois dessa, a loba ficou doente de tanta TPM reprimida.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

PÓS APAGÃO


Pós apagão:
conversa com amigos na internet

LOBA MÁ (14:50):
oii
como foi de apagão? hehehe

AMIGO DA LOBA MÁ (14:51):

Lobaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
hauhauahuaha
Oi minha linda!
Tudo!!!
Gritei horrores:
Para! Tão pegando na minha bunda...
Aaaiii!!! Gozei!!!
hauahuahuahauhauahauha

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

LOBA MÁ EM: O VIZINHO


Era um fim de tarde quando a Loba Má cruza por aquele vizinho com olhos de mel, corpo e cor do verão...dourado. Uma conversa rápida mas ficaram de se falar a noite... o problema é que a Loba só acorda a 0h, não ouviu a campainha tocar. A Aprendiz de Loba chega empolgada com a cerveja, afinal são 2 vizinhos e não apenas um. Elas tocam a campainha e nada, eles não estão em casa. Resolvem então deixar um bilhete, a Loba Má escreve a Aprendiz deixa debaixo da porta, toca novamente a campainha e sai correndo que nem criança... calma, calma... ela ainda é aprendiz...
Naquela noite nada dos vizinhos, mas no dia seguinte.. lá estava ele mais dourado que da última vez na porta da casa da Loba.. coitado. Não sabe ele.. quem entra na toca... sai devorado!
Umas cervejinhas, um pouco de filosofia, política, cultura.. música boa. A Loba pronta para dar o “bote”, o rapaz louco por um convite...ansiando ser atacado.. mas provavelmente não esperando.. E a Aprendiz de Loba esperando o outro vizinho que não aparecia.. cansou e foi dormir. O rapaz que havia convidado a Loba Má para surfar quase dali uma hora, ia se despedindo na porta da toca.
- Será que não é melhor eu dormir aqui para poder te acordar? – perguntou
“Demorou” pensou a Loba...
- Então, porque não dorme?
O rapaz surpreso, foi logo dizendo que ia em casa e já voltava...
As Lobas conversam:
- Será que ele volta mesmo? Vá que tenha ficado com medo..hahaha – disse a Loba Má
- Claro que volta – respondeu a Aprendiz.
É ela ta aprendendo bem...
O vizinho voltou e sem camisa, mostrando a barriga tanquinho e aquela cor do verão mais linda que nunca... A Loba Má babou.... babou, lambeu, mordeu, devorou!!! A casa caiu, ela matou bem a sua fome!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

ÁLBUM DE LOBA

Álbum de figurinhas de mãe Loba para filha Lobinha... hehehe


MARIA E JOÃO...
NO 3º MILÊNIO


Maria tem 7 anos nesse começo de 3 milênio. Ela está sentada no seu quarto com seu álbum de figurinhas. Hoje encontrou a última que lhe faltava. Cola ela no lugar e começa então a reler a versão do seu tempo de "João e Maria"... ou melhor de "Maria e João"!


Figurinha 1:

João e Maria são namorados, estão numa festinha com alguns amigos em comum outros não. Um amigo se aproxima de João e diz:
- Está vendo aquela lá, não tira os olhos de você!
- Mas ela é namorada do meu amigo...
- pois é...
João conta tudo para Maria...
- Mas que coisa né João, coitado do cara! Mas se te conheço bem, teu ego ta bem feliz!
- Pára Maria, é a mina do meu amigo, até me sinto mal... maior bruxa essa loca! Não respeita nem o cara que ela ta.

Figurinha 2:


Maria se forma já pensando em viajar. Vai tentar uma pós em outra cidade e acaba ficando quase 4 meses longe de João. Falam 3, 4 vezes por telefone e 2x no computador. Todos os dias.
Numa dessas conversas...
- João, tudo bem como foi o find aí?
- tudo bem... mas sabe a bruxa?
- que bruxa?
- a do meu amigo..
- sei...
- não parou de me olhar
- e tu?
- eu nada...mto chato essa loca me olhando. te amo e bla, bla

Figurinha 3:

Os estudos de Maria não deram certo, mas muitas outras coisas começaram a dar. Mas João já cansado de esperar..
- Maria se você não voltar agora...eu não sei não...
- mas joão surgiu uma oportunidade..
- eu sei mas...
- ok

Figurinha 4:


Maria volta...
- Olha João.. eu vou passar o verão aqui, mas eu quero voltar para lá, estou indo atrás do meu sonho, as coisas estão acontecendo...
- Eu sei Maria, te amo, te admiro e te apoio...
- Mas e nós?
- Vamos viver esses 3 meses e depois pensar...
- OK

Figurinha 5:

Maria e João estão numa festa.
- O João aquela ali, não é a tal bruxa?
- é
- percebi pelo jeito que ela te olha... mas cadê o namorado dela?
- acho que se separam
- é possível porque ela não faz nem questão de ser discreta... aliás tu andou conversando com ela?
- eu? Não
- Depois que eu for embora.. acho que essa guria vai partir pra cima de ti..
- Eu jamais ficaria com ela, ex do meu amigo de anos. Acho ridículo o que ela fez. Nunca!
Maria esquece aquela história. A noite para ela estava apenas começando, preparou “a noite” só para eles depois da festinha. Então quando estão sós num lugar romântico... João começa a chorar..
- Maria eu estou sofrendo muito que você vai embora.. etc...
Maria ainda tenta recuperar a noite do casal... mas nada... João só quer saber de chorar...falando sobre sua tristeza, sobre o quanto está sofrendo etc...

P.S: A Maria de 7 anos, dona do álbum, que acabou de colar a última figurinha, ao ler pensa:
- Ixii, será que ele mentiu sobre ter falado ou feito algo mais com a bruxa? E ta chorando por isso...


Enfim, a noite que Maria tinha preparado e estava cheia de expectativas se foi.. João só parou de chorar quando dormiu. Ela achou um exagero.. não entendia o porque de tanto choro.. justo naquele momento. Enfim...

Figurinha 7:
Maria volta e eles continuam a se falar, fazer juras de amor, dizer que ama e tal. João promete que vai visitar Maria em breve e que se o ano não der certo para ela, ele estará esperando de braços e coração aberto.
Mas então, um mês depois que Maria parte. João...
- João, eu sinto as coisas tu sabe... pode falar tu ficou com alguém ontem né?
- buá......... fiquei......... buá
- eu conheço?
- buáaaa... fi...que..ii... com...aa... bruxa!

Figurinha 8:
(O REFRÃO)

Maria pensa que aquilo não a abalaria, afinal uma hora iria acontecer... mas que nada...
- Maria, eu te amo... vou te visitar e vou estar te esperando (isso vai praticamente quase até a última figurinha... vamos classificar então como “REFRÃO”)
- João, eu não sei se posso acreditar em ti. Tu disse que jamais ficaria com a ex do teu amigo e ficou. O que tu quer eu pense de ti?
- REFRÃO e etc...

Figurinha 9:

Amigos de Maria comentam que tem visto João direto com a Bruxa.
- João, você está namorando?
- NÃO! + REFRÃO (Maria, eu te amo... vou te visitar e vou estar te esperando)
- Mas ta direto com a mesma...


Figurinha 10:


Dessa vez Maria sabia que ia ficar mal. Ela não sabia se João mentia quanto aos sentimentos dele por ela ou o que ele estaria fazendo então... Aí foi a vez a Maria começar a chorar de verdade. Passou uma semana no “Buááaa”.. até que resolveu colocar João na parede de vez
- O que é isso João?
- Ta, Maria ... to tentando te esquecer.. sei que você não vai voltar
- Tu disse que ia esperar um ano...
- Mas eu to esperando!!! Não to namorando nem nada, só to passando o tempo com uma pessoa legal que ta me fazendo bem... Mas ... REFRÃO...
- Calma aí João, tu fala em me esperar... mas pelo visto não está... uma coisa é sair e ficar e ficar.. agora direto com a mesma...
- REFRÃO
- Olha, se é pra ser assim.. acho melhor não se falar mais em “esperar” (porque ta difícil de acreditar em ti, pensou)
- REFRÃO

Figurinha 11:
Uma semana depois dessa conversa, João assume o namoro com a tal “bruxa”. Amigos de Maria aconselham ela a esquece-lo.. mas fica difícil com João dizendo se justificando e falando sempre o REFRÃO
- Maria, eu ainda te amo. O que eu tenho contigo vai ser difícil de passar. Eu não estou apaixonado nem nada, só to tentando ser feliz momentaneamente...
- Mas tu disse que ia esperar...
- Mas não foi tu que disse que não era para não falar mais esperar?...

P.S: Maria de 7 anos, dona do álbum pensou: - Era um teste, sua anta! Tu não gosta da Maria mesmo!

Figurinha 12:

Maria até nem chorou dessa vez, adoeceu. Ficou com febre. João até parece que de longe sente.
- Como você está?
- decepcionada
- entendo.. mas... eu.. t..
- cala a boca João!

Figurinha 13:


É aniversário de Maria, João liga altas horas da noite.. quando já quase não era seu aniversário.. Maria já quase dormindo não quis atender. Mas ele volta a ligar no outro dia e eles falam por um bom tempo e até conseguem dar umas risadas.
- Maria, eu te adoro!
- Adoro? Agora vai ter que falar amo até morrer, mesmo casado, com netos e tudo! Até morrer! Rss
- Amo! Amo! Amo! Ah... Maria como é bom falar contigo, me faz tão bem...
- é...
- Como eu queria estar contigo, te sentir... bla, bla
- Ta, ta bom... se eu não voltar com o Rodrigo Santoro, volto com o dono do morro daqui pra manter afastada a bruxa enquanto eu te visitar... rss
- rsss...Ai como sinto a tua falta, MINHA GURIA!!!
- “Minha guria” nada, agora tu tem a tua né?
- é..
- Então não me vem com essas...
- Mas.. eu... REFRÃO
- Cala a boca João!


Figurinha 14:

O que João não mede é quanto essas pequenas palavrinhas tocam e mexem com Maria. Ela fica desnorteada.. e parece que tudo fica dando errado. Maria não sabe se volta, se fica..

P.S: Maria de 7 anos, dona do álbum diz: até parece que o João não quer e não deixa que ela fique...

João de lá sente que Maria não ta bem, acabam falando por webcam...algo que não faziam há muito tempo. Falam de si e as mesmas besteiras de sempre. Maria pergunta se ele já disse “eu te amo” para atual namorada. Ele diz que não e continua afirmando que não está apaixonado. Mas agora olhando ele e não apenas ouvindo... percebe que há algo errado naquelas afirmações... mas não diz nada.
Maria liga para um amigo e vai com ele para uma balada. Encontra amigos, faz tantos outros como sempre. Ao final da noite, ou começo da manhã, Maria sofre um pequeno acidente... e acaba tendo que ficar alguns dias hospitalizada.

Figurinha 15:
Maria manda uma mensagem para João dizendo do seu estado e acaba desabafando para ele o quanto é difícil para ela aquele momento. O quanto ele a decepcionou por se envolver rapidamente com outra, não ter a esperado conforme o combinado e por continuar usando os mesmos termos, apelidos, frases, palavras etc.. de quando eram namorados. O quanto a sua “busca pela felicidade” estava derrubando ela...etc.
- Acho que tu tem que voltar e ficar um pouco aqui com a tua família, amigos, recarregar as energias...
- Pra que? Pra te ver com outra e sofrer mais?
- Maria, mas o que a gente pode fazer? Voltar ficar mais um tempo junto e depois tu vai querer ir para outra cidade de novo e eu vou ficar aqui sofrendo mais uma vez...

blá, blá, blá

- Ta João, e se eu voltasse agora como seria? Tu terminaria esse namoro?
- ai Maria.. já faz 5 meses..agora já envolveu família e tal..
- Sim mas e daí? Tu fica dizendo que não ta apaixonado e que ainda me ama muito. O que tem demais isso então?
- eu não estaria namorando se não tivesse apaixonado, só não te dizia porque não queria que tu sofresse...
blá, blá
- e por que então fica me dizendo "eu te amo"?
- (silêncio)...amor de amigo...
- Sabe João.... essa não é mais uma história de Bruxas...
- é de que?
- de Bruxo, tu!
Figurinha 15.1:

João ligou e ligou e ligou... mas daquele dia em diante, Maria não atendeu mais nenhuma ligação de João. Para ela, ele deixou de existir.
O feitiço quebrou-se e ela finalmente teve a certeza de que está onde deveria estar!


Fim!

---

Maria termina de ler o álbum e pensa... Cansei de figuras em miniatura.
Vira a página fechando o álbum e diz:
- Eu sou mais!! Se encontrar um João em minha vida, dou a ele um dicionário para ele entender o significado das palavras!
Maria coloca o álbum na estante E vai brincar no seu playgroud...
--




Trilhas do processo:













domingo, 20 de setembro de 2009

RESSACA

Ando sentimental demais...
O garoto ligou, queria me ver...
trazia o dvd e cozinhava,
já havia mudado de roupa,
tava com o pé na porta.
eu disse Não!
Dispensei uma refeição num sábado a noite!
....Ressaca da sexta-feira...
...Acho que sou mais do de sexta... hehehe

VIRTUAL

Esses dias um rapaz liga a cam, achei que fosse algum amigo... mas não era apenas um pênis desconhecido. Desliguei.
- Você nunca vai esquecer o que viu! - disse o rapaz
- Ixiii... meu filho já vi tantos, tu acha mesmo que vou lembrar do teu numa câmera? me poupe né!
- você nunca vai esquecer o que viu....
- você deve achar que sou virgem né?
- vai reconhecer quando sentir...
- hahaha são todos tão parecidos...... pera aí.....eu já te comi?
- não...
- ah imaginei.... só como homem inteligente... você teria sido um lapso...


tem cada um....

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

LOBA MÁ EM:


HOMEM X CÃO



Meu ex-namorado é cachorro.
Ganhei um cão (filhote).
Qual a semelhança entre eles????

Cagammmmm TUDO!!!!

sábado, 12 de setembro de 2009

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

LOBA MÁ EM:

TEMPESTADE...
O DIA EM QUE A LOBA REZOU
Um carneirinho entrou na toca da Loba, mas a Loba não conseguia devorá-lo. O bichinho tava tão assustado e inseguro além de estar passando por um aperto na chuva que era de dar pena. Mas Loba é lá de ter pena... ohh crise existencial (isso é coisa do lobo mau!!!).
Não comeu o bichinho e deixou ele lá enquanto a tempestade não passava. O problema era a fome. Toda vez que via o carneirinho pensava em devorá-lo.
A Loba começou a ficar muito mas muito irritada... já tava pensando em tocar pra fora o bichinho...
Tentou comer umas duas vezes, mas o bicho era tão esperto que a Loba sentia ate culpa em querer saciar a sua fome... que tava grande.
Foi no desespero então que pela primeira vez na vida, que a Loba Má rezou:
- Meu Deus, nunca te pedi nada porque sou má mesmo. Você bem sabe que pra santa eu to longe!!! Mas hoje peço insistentemente acaba logo com essa tempestade, antes que eu mesma me torne uma!!! Aí sim o céu vai cair!!!


hj tá assim:

terça-feira, 28 de julho de 2009

LOBA MÁ EM:

O ENCOSTO
começo simples da Loba MÁ


Admito, me tornei má por causa de um desastre de percurso. Foi cruel demais a tal separação. Digamos que sou quase uma viúva má... boa essa! É ontem vi o filme da Carlota Joaquina matando o amante jardineiro porque ele ia casar com outra...e me lembrei de toda a minha história...
Eu precisava mudar de país, meu marido não quis vir e para ele não se envolver com mais ninguém, resolvi que deveria castrá-lo. Castrei! Mas como ele poderia ainda usar as mãos, resolvi cortá-las também... Me lembrei que ainda restava a boca... aí então sem pensar muito mesmo atirei.
O problema é que depois que enterrei, veio o fantasma...
Pra ver se ele me esquecia comecei a me tornar tão má, mas tão má na esperança de que ele sumisse da minha vida....
Mas até agora nada... ta aí vagando, encosto desgraçado!

música de hj:

LOBA MASOQUISTA EM:

Não quero mais saber de você...
...pelo menos por enquanto



Ínício da madrugada...a Loba-Masoquista sozinha em seu quarto, tomada por um momento poético e de grande auto-estima, revolta com o sexo masculino resolve por no papel todos os motivos existentes para largar o relacionamento bizarro em que se meteu com um pseudo-Lobo que mora em um reino tão, tão distante...

“Tomei uma decisão. Não da mais. Esse jogo de gato e rato é desgastante. Odeio o meu papel nessa história e não quero mais interpretá-lo. O papel da chata, a que implora por migalhas de atenção, que está sempre tão disponível, que é tão dócil. Eu não sou dócil. Sou inquieta,impaciente, irritadiça e raivosa. Ser a boa menina não é pra mim. E pensar que tudo começou porque eu queria ser APAIXONANTE. Cansei! Não sou apaixonante,ok já entendi! Ou melhor, quer saber, eu sou, só não pra você.
Se o que te alucina é ser pisado, rejeitado, pagar-pau por uma merda de uma italiana, peruana ou o raio que o parta vai! VAI! MAS NÃO VOLTA!
E eu não estou falando isso pra você passar a me achar apaixonante, porque sim... agora sei que você só gosta do que não tem...to dizendo isso porque não quero mais!
Te dei o melhor da minha alma, o melhor do meu corpo e quer saber, se não gostou até hoje, não vai gostar mais!
NÃO QUERO MAIS SABER DE VOCÊ!!!”

Quatro horas depois e com alguns remédios para dormir a mais no organismo, a Loba-Masoquista manda uma mensagem de texto para o celular do indivíduo contento mais ou menos a seguinte frase:

- “EU TE AMO!! NÃO TENHO FALSAS ESPERANÇAS MAS TE AAAAMO!”

A lição que fica? Se as crises de auto-estima e até mesmo vergonha na cara dessa Loba aqui durassem metade do tempo que duram seus amores platônicos, ela pagaria muito menos micos na vida...fiquem longe dos tóxicos crianças!! E dos telefones celulares também!

LOBA MÁ EM:

PAPO DE LOBA

Na balada a Loba Má encontra uma amiga em fase de pesquisa...querendo ser loba.
- Loba Má, é bom comer o fulano?
- qual fulano?
- aquele ali
- ah ta, é bom sim, mas não ta em uma boa fase.
- e o pau?
- não lembro não...
- ixii, não deve ser grande coisa.... mas e aquele lá?
- qual?
- aquele
- ah curto e grosso
- o cara?
- não, o pau
- o cara é carinhoso, gosta de dormir abraçado...acho que procura namorada
- hum, sei...e aquele?
- aquele é perfeito!
- Porque tanta empolgação assim Loba Má??
- O cara tem pau grande e grosso, gosta de apanhar e a melhor parte: não procura no dia seguinte!
- conta mais sobre esse...
- eu tava em cima dele e ele me olhou bem nos olhos e disse “bate”.. eu até me assustei... tô com um lobo e não sei...
- e aí?
- bati né?
- e ele?
- pedia pra bater mais, mais.... e mais!
- e aí?
- ... digamos assim... tive uma “ejaculação precoce”! Mas loba que é loba quer sempre mais né?
- e ele deu conta?
- Minha amiga, ele é um lobo!! Eu que não sabia!
A loba pesquisadora pensou, pensou e disse:
- Qual o telefone desse?
- Amiga!!! Já te disse ele é um lobo!!! tu acha que eu tenho o telefone dele??
- mas e ele tem o teu?
- claro que não, sou uma loba. Ai amiga... tu vai ter que pesquisar muito ainda heim!
- Mas a Loba Masoquista passa o telefone...
- Claro! Ela é a masoquista. Loba ou Loba é alguém que vive o seu extremo. Vai pra casa e descobre qual é o teu.

domingo, 26 de julho de 2009

LOBO MAU (com crise existencial) EM:

DIREITO DE RESPOSTA: LOBO MAU?
O Lobo tava com uma fome desgraçada. Vinha num jejum de semanas, só beliscando aqui e ali, mas sem ver um bom prato fazia tempo."Acontece", pensava ele. A lua chegando, aquela vontade de se perder e uivar por aí, passou a tomar providências. Tentava reunir a matilha antes de sair à caça propriamente dita. Reuniu apenas dois guarásinhos, mas talvez fosse o suficiente, uma matilha menor é mais ágil. Saíram. Matilha desorganizada, os lobos se mordiam entre si, tropeçavam, avançavam mas presas erradas. Depois de algumas tentativas em conjunto, frustrado, resolveu abandonar a matilha e buscar as cordeirinhas já conhecidas, apesar do avançado da hora. Em cinco minutos sete torpedos foram enviados. Meia hora depois só um tinha sido respondido. Requentado mas é bom, né? Além do mais, a fome era negra."T encontro no emp, 30 min". Demorou.Ela chega complicando. Complicação desnecessária, ele não tava afim de couvert, queria ir logo pro prato principal. Babando ele avançava, "espera, come pãozinho de alho" ela recuava. Assim foi, mas ele estava faminto. "Vamo lá em casa?" e as recusas continuavam, mas mais macias, doces... "Tá na minha" pensou.Na hora do vamo vê, a cordeirinha inverte. Acabam na casa dela. Tudo bem, ainda dá. E tome pão-de-alho. "Churrasco de merda!"Empanturrado e bêbado, o sol (maldito sol) nascendo, ela dá a trava. "Não, eu ainda tô muito ligada no meu namorado" -VIADO- "Não te conheço" -MENTIRA- Mas ela tá bem se divertindo e ele sabe disso. Puto, ele uiva um muxoxo e vai embora. PUTO!Então ele percebe. Burro, podia ter sacado antes! Loba. Maldita loba. O cordeiro era ele. Sempre foi, já que na verdade o lobo não existe. Um rebanho, cordeiros em pele de lobo.

A LOBA LOUCA EM:

A LOBA LOUCA
Primeiro deixa eu me apresentar: Não uso drogas, pois já nasci sob o efeito delas, mas tenho uma queda por uísque, aí...
A festa foi indicação de uma amiga que mesmo não podendo me acompanhar disse que eu não poderia deixar de ir. Fui.
Cheguei e corri para o bar, meu lugar de refúgio quando estou deslocada.
- Uma dose de uísque, por favor.
- Água e gelo?
- Onde?
- No uísque.
Qualquer tipo de comunicação com os homens é sempre complicada, principalmente barmens.
- Puro, por favor.
Peguei o copo, me virei para a festa e lá estavam eles. Os mesmos. Os de sempre. Os comuns que se acham o máximo. Suspirei. E antes mesmo que o suspiro terminasse o primeiro apareceu.
- Oi. Tá sozinha?
Ai que vontade de gritar.
- Sim, estou.
- E o que uma gata como você está fazendo aqui sozinha?
Tive vontade de responder: “Não sou uma gata. Sou uma loba.”, mas fiquei com medo que ele me confundisse com a Alcione.
- Tentando me divertir.
- Posso te ajudar?
- Se você ficar só nas perguntas, não.
- Nossa. Você é sempre assim? Direta?
- Tchau.
Virei as costas e fui para a pista fazer aquilo que melhor sei fazer quando estou no meio deles: bancar a doida. Com o copo na mão erguida e os olhos fechados comecei a dançar. Dancei em coreografias absurdas e quando abri os olhos a pista estava fazia e quase todos me olhavam. Não dei a mínima, comecei a rir sozinha, feliz por não ser como eles. Foi quando o segundo apareceu. Meio sem jeito, mas determinado, ele foi se chegando, tentando me acompanhar nos passos. De repente, ele chegou no meu ouvido e disse: “Você parece uma loba.” Levei um susto tão grande que parei a dança imediatamente, estática, olhei bem nos olhos dele e o empurrei contra a parede tascando lhe um beijo. Procurei a orelha dele com a minha boca e mandei: “Vamos para o meu apartamento agora.”
- Mas já?
- Oi?
- Por que a pressa?
- Como “por que a pressa”? Existe alguma coisa aqui que seja melhor do que ir pra cama comigo?
- Mas a gente ainda nem se conhece.
Virei as costas e voltei para o bar.
Não sou, nem de longe, ninfomaníaca ou algo parecido, mas francamente eu seria o melhor presente que aquele sujeito teria recebido em toda a vida dele e ele queria o que? Conversar?
Sentei no bar e repeti o pedido:
- Uma dose de uíque. Puro, por favor.
Dei o primeiro gole e o cara reapareceu na minha frente.
- O que é que vocês, mulheres, querem afinal?
Passou tanta coisa pela minha cabeça, e eu sabia que nada do que eu dissesse seria entendido por ele, que pensei em, mais uma vez, virar as costas e ir embora. Mas uma loba jamais perde uma briga.
- Escuta bem, querido, porque eu não vou repetir. O que as mulheres querem pouco me importa, ok? O que eu quero é um bom sexo de qualidade e um cafuné no final. Eu não quero uma conversinha fiada depois da transa, eu não quero trocar telefone e muito menos adicionar você no orkut como garantia de um próximo encontro. E como você já deixou claro que não será capaz de atender aos meus requisitos, dê meia volta e saia da minha frente.
O barmem assisitu a tudo como uma senhora diante da novela das oito. Peguei o meu maço de cigarro e quando esta prestes a acender:
- Não pode fumar aqui dentro.
Voltei para casa com meu cigarro aceso pensando em quem me faria companhia até o amanhecer. Entrei numa dessas lojas de conveniência num posto de gasolina e comprei uma garrafa de uísque.
Beijos e até a próxima.

sábado, 25 de julho de 2009

LOBA-MASOQUISTA EM:


PRIMEIRO EU...
...DEPOIS VOCÊ

Sim, ela sempre soube que gostava de caçar os mais complicados, os mais esquivos... sua coleção não tinha presas fáceis...eram todos bichos que deram trabalho, alguns renderam anos de caça, mas de um modo geral ela se orgulhava de sua coleção. Esse assunto ainda vai render pano pra manga mas o que vamos ver agora é, que em dia de fome,uma loba não quer ter trabalho, não quer ter que ou vir lamentos, e acima de tudo...ela quer satisfação própria!
A Loba está com fome, e como uma feliz coincidência um bichinho de sua lista liga feliz para ela querendo ser devorado.
O problema surge ao decidirem o local já que os dois estão sem dinheiro, mas, o bichinho doido para ser comido fala:

- Loba, quem sabe agente da só uma volta de carro mesmo, e dentro do carro você faz sexo oral em mim e depois te deixo em casa! Assim fica bom não é?

A Loba rosna de volta, não, CLARO QUE NÃO!
- E eu como fico?
O bichinho responde como se não tivesse dito nada demais:
- Ahh, eu não tinha pensado nisso Loba!

Nessas horas que vemos, que em relacionamentos amorosos muitas vezes abrimos mão do que nos faz feliz para agradar o outro, e tudo bem, dizem que é assim que deve ser...mas por favor, quando uma Loba está com fome...primeiro Eu, depois você!

imagem em: http://www.glimboo.com/